A implementação escalonada

No nível Básico é exigida boa parte das BPF/ GMP e alguns procedimentos como rastreabilidade, recolhimento, gerenciamento de crise, tratamento de não conformidades, ações corretivas.

No nível Intermediário, ao Básico se adicionam exigências como APPCC/ HACCP, restante das BPF/GMP e alguns procedimentos de gestão, sempre com foco na segurança de alimentos, como gestão das reclamações, controle de documentos, seleção e monitoramento de fornecedores. Nesse nível a empresa já terá cerca de 60 a 70% dos procedimentos implementados.

No nível de Certificação se adicionam exigências dos restantes dos procedimentos que integram as normas de gestão da segurança de alimentos reconhecidas pela GFSI, podendo-se optar pela IFS Food, BRC Food, FSSC 22000, ou outras utilizadas em outros países ou regiões.

A empresa tem 12 meses para evoluir para o próximo nível. Veja a figura a seguir.

OBJETIVOS

  • Aumentar a segurança de alimentos;
  • Evitar a redundância de auditorias nos fornecedores;
  • Diminuir risco de recall;
  • Diminuir risco de perdas e de imagem;
  • Ampliar o acesso a mercados nacionais;
  • Ampliar o acesso a mercados internacionais.

PRINCÍPIOS

• RESPONSABILIDADE COMPARTILHADA
Por todas as partes, desde os compradores até seus fornecedores.

• MELHORIA CONTÍNUA
Avançar passo a passo, até enraizar a cultura de segurança de alimentos. .

BENEFÍCIOS

  • O Programa Global Markets APAS facilita e promove a aceitação mútua ao longo da cadeia de abastecimento;
  • Disponibiliza ferramentas eficazes de gerenciamento de risco;
  • Cria um movimento de convergência que reduz custos;
  • Melhora o relacionamento do mercado;
  • Permite a simplificação das compras e propicia ainda oportunidade de harmonização das abordagens públicas e privadas.

QUEM JÁ ADERIU
quem-ja-aderiu

menu
menu